DESMATAMENTO DE ÁREA PARA PLANTIO DE CANA DE AÇÚCAR NAS MARGENS DA LAGOA DE JUTURNAÍBA

Certamente você sabe que bebe água da lagoa de Juturnaíba, sabe também que ela fica a 70 km de Cabo Frio, na área agrícola de Araruama, Cabo frio, Silva Jardim e Casimiro de Abreu. Todos estes municípios deveriam exercer fiscalização intensiva nas suas margens e na Área de Preservação Permanente – APP, que pela legislação é de 100 metros para o reservatório de Juturnaíba.

Apesar disso tudo, existe uma empresa, que produz álcool em Cabo Frio e planta cana de açúcar em áreas arrendadas no seu entorno. Fica localizada há dois quilômetros das margens, mas alugando terreno conseguiu invadir a área de proteção permanente da lagoa que é o nosso manancial de água, e hoje se deixarmos, vamos ter nossa lagoa contaminada por vinhaça e outros aditivos químicos necessários à produção de cana.

Observem bem o vídeo e vejam a destruição!

Pois é, tem gente do INEA dizendo que já era pasto e que então o problema fica menor!!!

Espero que não errem nas medidas das APP tanto da lagoa quanto das nascentes dentro do terreno atingido.

Espero que descubram a vegetação enterrada pela máquina agrícola tipo S90, tomara que percebam o corte reto da vegetação que mostra exatamente que houve supressão de vegetação no topo do morro e nas margens.

Invoco também o ICMBIO, que sendo o gestor da área, pois as fazendas alugadas estão dentro da APA do Rio São João – Mico Leão Dourado, para as devidas exigências, em favor do replantio das áreas degradadas, e que estendam também estas exigências a outras áreas igualmente degradadas no entorno do reservatório e dos rios São João, Capivari, Bacaxá e outros menores.

Afinal não queremos que nossa água de beber venha a ficar vermelha de novo como ficou em 2014 o Rio Una por contaminação de enxofre oriundo da vinhaça.

Aguardamos, inclusive, o controle de operação da fábrica e do plantio de cana nas outras áreas.

Apresentação1

 

Comments

comments