Em Caráter Urgente

Inacreditável! Assistimos, consternados, aos episódios de horror da verdadeira guerra urbana que se instaurou na cidade do Rio de Janeiro, nos últimos dias, e testemunhamos a transformação da “Cidade Maravilhosa” em “Cidade do Pânico”.

Disputas entre facções criminosas e uma operação policial desencadearam intenso tiroteio na comunidade da Rocinha, a maior da capital fluminense, afetando o cotidiano dos seus moradores e das adjacências, nessa cidade que figura entre uma das mais belas do mundo. Que lástima!

Surgem, nesse momento conturbado, duas perguntas que carecem de uma resposta imediata: “Como chegamos a esse ponto?” e “O que pode ser feito para mudar esse quadro caótico?”. Como os fatos culminaram no total descontrole da situação creio que todos temos a resposta: muita exploração das massas para o enriquecimento de poucos. Agora, “o que pode ser feito” nos conduz a duas providências, a curto e longo prazos: repressão imediata e prevenção para o futuro. Parecem ideias simplistas, entretanto não é o que temos feito com eficiência.

Relativamente à prevenção tive a felicidade, recentemente, de colaborar e participar de um evento, aqui em São Pedro da Aldeia, no dia 20 deste mês, das 8h às 16h30min, no Teatro Municipal Dr. Átila Costa, que foi muito produtivo: o I Simpósio Municipal de Segurança Escolar.

Tendo como tema “Segurança na rede escolar: ação de todos”, esse encontro, organizado pelo Conselho Comunitário de Segurança Escolar (CCSE), na figura da coordenadora de Saúde Preventiva e Presidente do CCSE, Regina Rosa, contou com o apoio da Prefeitura Municipal de São Pedro da Aldeia.

Estiveram presentes à solenidade o vice-prefeito, Mauro Lobo, o Secretário de Governo, Eronildes Bezerra, o Secretário de Educação, Walzi Sampaio, o Secretário de Segurança e Ordem Pública, Edmilson Bittencourt, as subsecretárias de Educação, Lúcia Nogueira e Isabel Mendes, o subcomandante do 25º Batalhão de Polícia Militar, Major Leonardo Nogueira e sua equipe, e membros do CCSE, entre outras autoridades como as Vereadoras Claudinha Gregório e Mislene Conceição, o Padre Nelson Siqueira, além de representantes de diversas instituições, professores e diretores de escolas e cidadãos da comunidade aldeense.

A cerimônia foi aberta pelo Secretário de Educação, nos informando que “o projeto de Segurança Escolar visa desenvolver nas escolas o aspecto preventivo e não envolve só uma técnica, é um trabalho multidisciplinar que envolve diversos agentes sociais”.

O Simpósio promoveu um ciclo de palestras com especialistas na área de segurança, na área jurídica, de prevenção às drogas e de tratamento de dependentes químicos. O primeiro palestrante foi o graduando do curso de psicologia da Universidade Veiga de Almeida e Conselheiro em Dependência Química, José Ricardo da Silva, que falou sobre “Vulnerabilidade e comportamento de risco na adolescência”. Em seguida, o Subcomandante do 25° BPM, Major Leonardo Nogueira, falou sobre “Segurança Pública e Sociedade”. Já a pedagoga especialista em Psicologia Multifocal e técnica em reabilitação de dependentes químicos, Laura Maffei, falou sobre a prevenção no âmbito escolar. Por último, a Promotora de Justiça da 2ª PJ de São Pedro da Aldeia, Paula Marques, palestrou sobre a “Função Constitucional do Ministério Público: a relação com o espaço escolar”. Paula salientou a importância da realização deste Simpósio, pela atualidade do tema e para unir ainda mais os atores envolvidos.

Ao final, uma mesa redonda, composta pelos palestrantes e outras autoridades, respondeu aos questionamentos do público e debateu os diversos assuntos do evento, fechando, esse primeiro encontro, de forma excepcional.

Prevenção ainda é uma prática negligenciada por só apresentar seus resultados a longo prazo, o que não desperta o interesse de uma sociedade imediatista como a nossa. Só que não haverá um futuro diferente do atual se não investirmos hoje na construção de uma sociedade melhor. E isso não é responsabilidade de poucos, mas de todos os cidadãos de bem desta nação.

Lembre-se sempre: segurança pública é responsabilidade de todos nós.

Comments

comments